Pelourinho

Por Heldo Pessoa

Pelourinho 1
Pelourinho, ereto em 1760, quando da criação da Vila Nova de Arez. “…. Quando o Pelourinho era instalado na praça Publica, este simbolizava a presença do governo eleito pelo povo, com jurisdição de Juiz Ordinário, Almotacéis, dos alcaides, todos eleitos pelo povo…”

“…O Pelourinho significava ainda o lugar de defesa dos direitos dos cidadãos, de dirigir-se, governar-se e defender-se dos criminosos…”

“… O pelourinho só era instalado quando a Vila nascia, ou seja, era criada, geralmente construído em praça pública e instalado diante do povo reunido, onde meirinho ou escrivão lia à presença das autoridades a Carta Régia que autorizara a criação da vila e se fazia o pregão inicial. Em seguida o ouvidor proclamava: Está fundada a vila de…. Esta era a formalidade de praxe, ou ritual de instalação de uma vila….”

BARBALHO, Claudionor Barroso. VILA DE AREZ –  Alguns Fatos Históricos dos Séculos XVIII e XIX, publicação Gráfica São Francisco. 2005. pág. 54.

O pelourinho era uma coluna de pedra geralmente colocados em lugares publico de uma vila ou de uma cidade, conhecido também  como picota, servindo como símbolos do poder público e lugar de castigo para criminosos e escravos rebeldes,

No caso do pelourinho do município de Arez encontrasse instalado no centro da cidade defrunte a Igreja São João Batista.

Os comentários estão desativados.